Hilário PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

O antigo atleta do Sporting Clube de Portugal, Hilário Rosário da Conceição nasceu no dia 19 de Março, decorria o ano de 1939, em Moçambique, mais precisamente em Lourenço Marques.

Hilário

Começou a jogar futebol muito jovem, logo aos 7 anos de idade. Devido á sua enorme velocidade, Hilário começou a jogar então a extremo ala direito, posição a qual anos depois veio a revelar não ser a sua preferida. Aos 13 anos decidiu formar mais os seus amigos um clube de futebol que fosse só deles, dando o nome de FC Arsenal a essa equipa, em homenagem a equipa inglesa do Arsenal. Logo deu nas vistas, pelo que em 1953, um director do Atlético de Lourenço Marques o convidou para actuar por pelo seu clube. O maior problema com que Hilário Conceição se deparou na sua ida para o Atlético de Lourenço Marques foi a adaptação ás chuteiras, pois até ai o atleta tinha jogado sempre descalço, como era hábito nos países africanos por esta altura.

Fez a sua estreia pela equipa principal do clube com 16 anos, em 1955, jogando a médio centro, e logo ai maravilhou quem assistiu á primeira partida deste atleta como sénior. Pouco tempo depois foi lhe oferecido um emprego na companhia das águas por um director do Sporting de Lourenço Marques. Hilário para além de aceitar este emprego, aceitou também transferir se para o Sporting local, que é uma das filiais do nosso SCP espalhadas por todo o mundo. Do Sporting de Moçambique para o Sporting de Portugal foi num instante, as suas qualidades saltavam á vista de qualquer um.

A sua primeira temporada no nosso clube foi em 1958/1959, sob a orientação de Enrique Férnandez. Estreou se com 19 anos na 1ª equipa do Sporting a 18 de Outubro de 1958, num jogo em que os leões venceram o Torreense por 4-0. Logo na sua época de estreia, Hilário participou na maioria dos jogos. A partir dai permaneceu 15 anos em Alvalade, conquistando uma Taça das Taças, 3 campeonatos nacionais e 3 Taças de Portugal.

Tem como grande feito o de ser o atleta leonino com mais jogos oficiais disputados pelo nosso clube, num total de 471 partidas.

Na carreira que o Sporting realizou até á brilhante conquista da Taça das Taças em 1964, Hilário acabou por falhar a final e a finalíssima devido a lesão. Os seus companheiros de equipa mal chegados a Portugal decidiram dirigir se imediatamente a casa de Hilário, onde o atleta se encontrava em convalescença.

Dois anos depois fez parte da equipa dos “Magriços” que alcançaram um histórico e honrado 3º Lugar na sua participação do Mundial de Futebol de 1966, disputado em Inglaterra. Hilário representou a equipa das Quinas por 39 vezes.

Terminou a sua carreira no Sporting em 1973. O seu último jogo foi disputado no Estádio Nacional do Jamor, numa final da Taça de Portugal entre o Sporting e o Vitória de Setúbal. Ganhamos por 3-2, conquistando no seu último jogo, o seu ultimo troféu também.

Dois anos após o fim da sua carreira enquanto jogador,em 1975, Hilário inicia a sua carreira como treinador. Para além de muitas experiências, foi adjunto do nosso clube em várias ocasiões, chegando depois aos quadros técnicos da formação leonina.

Hilário fica na história como um dos grandes símbolos do nosso Sporting Clube de Portugal.

 

Júlio Rendeiro

A história do SCP foi edificada com o contributo de inúmeros atletas que desde 1906 concretizaram um sonho que estará sempre por cumprir.

Nos primeiros tempos tratavam-se de atletas que simultaneamente eram dirigentes, seccionistas, roupeiros numa comovente demonstração de amor à camisola.

Neste espaço pretendemos evocar os homens e mulheres que engrandeceram o ideal de Francisco Stromp. Queremos valorizar aqueles que, nas mais diversas modalidades, transformaram o SCP na maior potência desportiva nacional, num dos maiores da Europa em títulos conquistados e no topo do mundo com mais de uma centena de atletas olímpicos.

Assumimos o legado deixado pelas várias gerações de atletas e por ele lutamos convictamente.

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS