No novo milenio PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
História
Terça, 22 Junho 2010

À entrada para o novo milénio o futebol do clube conquistou o seu 17º título, quebrando um jejum que se arrastava desde 1982, colocando dessa forma em euforia a nação verde e branca um pouco por todo o mundo.

O atletismo do clube viria igualmente a ter sucesso, conquistando o primeiro Europeu em pista!

Em 2000/01 o Andebol reconquistou o campeonato nacional que teimosamente escapava desde 1985/86.

Em 2001/02 o futebol arrasa a concorrência e faz o pleno ao conquistar o campeonato, a taça e a supertaça.

Entretanto, no verão de 2002, é decretada nova "extinção" do hóquei em patins, ainda que a modalidade vivesse em "auto-gestão"; decisão que teria um retrocesso volvidos poucos meses, ainda a tempo de nova participação na 2ª Divisão Nacional, competindo no Pavilhão de Sacavém.

A demolição do Estádio José de Alvalade conclui-se em 2003, data a partir da qual as modalidades ficam sem qualquer recinto próprio para desenvolver sua actividade. Paralelamente percebe-se que na euforia do 18º título de futebol o pavilhão "desaparecera" do projecto do novo estádio.

No dia 6 de Agosto de 2003 é inaugurado o novo Estádio Alvalade numa belíssima jornada sportinguista.

Em 2004 o hóquei em patins alcança finalmente a 1ª Divisão, mudando de casa emprestada. Desta feita, a Escola Secundária da Parede cede o pavilhão ao SCP.

Infelizmente, a 4 jornadas do final da época é decretada nova suspensão e a desistência do campeonato; algo completamente inédito na história do clube.

Volvidos alguns meses um punhado de Sportinguistas resiste, dando seguimento à formação do hóquei Leonino em regime de auto financiamento constituindo a Associação de Hóquei do SCP.

No Verão 2004 disputa-se em Portugal o "Euro 2004", tendo o nosso Estádio Alvalade recebido alguns jogos da competição.

No dia 8 Maio 2005, disputa-se a final da Taça UEFA no Estádio Alvalade.

A brilhante caminhada do futebol leonino que conquistou o direito a disputar essa simbólica final seria traída por um fraco desempenho na 2ª parte desse jogo.

As comemorações do Centenário do SCP iniciam-se; sendo a 1ª iniciativa a inauguração da Sede Social da Torcida Verde, entre inúmeras outras acções que tiveram como ponto alto a "Marcha do Sporting" participada por milhares de adeptos sportinguistas que animaram as ruas da capital no dia 1 de Julho de 2006, precisamente 100 anos após a formação do Sporting Clube de Portugal.

O Jogo do Centenário realiza-se em Julho 2006, no Estádio Alvalade, encerrando as comemorações oficiais do Centenário.

O Património não desportivo é alienado após acesa polémica, decretando-se desta forma o fim do Projecto Roquette.

O Futebol conquista duas Taças de Portugal e duas Supertaças em 2007 e 2008.

A associação de hóquei do SCP, organização autónoma, conquista para o clube, o campeonato nacional de iniciados.

O Futsal conquista a Supertaça e a Taça de Portugal.

 

A nossa História do SCP

Ousar abordar a história do nosso SCP, na perspectiva do adepto, é um desafio a que nos propomos.

Não é uma abordagem personalizada nas figuras e figurões que têm pass(e)ado pelo nosso Clube. Na Torcida Verde abominamos e desprezamos essa "análise" muito característica de uma determinada mentalidade identificada com a visão "sincrónica da história".

Preferimos a análise diacrónica onde se releva a instituição no contexto sócio desportivo, como aliás é apanágio da "história moderna".

Não pretende por isso ser a história oficial, que revela sempre a "perspectiva" destes ou daqueles dirigentes que na ocasião presidem aos destinos do Clube.

Por tudo isto esta é a nossa história do SCP.

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS