Um Clube Eclético! PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

A 3 de Fevereiro de 1907 realizou-se o primeiro jogo do Futebol Leonino. O primeiro troféu conquistado pelo futebol do SCP foi em 1907 frente ao Sporting Club Estefânia.

O Clube já dispunha nessa altura daquele que era considerado o melhor campo de Portugal, no sítio das Mouras. Localizava-se no nº 73 da Alameda do Lumiar, actual Alameda das Linhas de Torres, em terrenos disponibilizados pelo Visconde de Alvaladena. Começou a funcionar em Maio de 1906 e foi melhorado logo em 1907.

O complexo desportivo integrava para além do campo de futebol, pista de atletismo, dois campos de ténis, pavilhão com chuveiros, banhos de imersão e até uma cozinha; algo inédito naqueles tempos. Em 1910, o ecletismo estava enraizado no "código genético" do SCP num Clube com duas dezenas de associados.

O futebol conquistou o seu primeiro jogo Internacional em 1910, vencendo o Recreativo de Huelva por 4-0.

O SCP destacava-se em ténis por equipas e ganhou os títulos do salto à vara, do lançamento do peso e do salto em comprimento.

Em 1912 Laranjeira Guerra venceu o Porto - Lisboa em Ciclismo, competição que era uma epopeia com as estradas, os meios e os equipamentos de então, tornando-se no precursor de históricos ciclistas sportinguistas como Alfredo Trindade, João Roque, Leonel Miranda, Marco Chagas (sócio da Torcida Verde desde a primeira hora) e o maior de todos, Joaquim Agostinho.

Ainda em 1912, António Stromp brilhou nas provas de 100 e 200 metros dos Jogos Olímpicos de Estocolmo; sendo o primeiro atleta olímpico do clube, iniciando dessa forma uma longa caminhada que transformou o SCP na maior potência olímpica do país, tanto em número de representantes (109 até às Olimpíadas de Pequim) como de medalhas conquistadas!

Igualmente em 1912 o SCP venceu o primeiro da longa série de campeonatos nacionais de corta Mato.

A luta de tracção à corda, modalidade muito em voga à data, o SCP revelou-se a grande potência; nunca foi derrotado enquanto se realizaram competições da especialidade.

Em futebol ganhou o seu primeiro campeonato de Lisboa, a que se juntou a Taça de Honra. O campeonato de Lisboa de 1915 foi o primeiro de uma longa série de 19 ganhos até 1947, quando a competição foi extinta.

Em 1915 as equipas do SCP, começam a usar calções pretos e camisola bipartida verde e branca, a "Stromp".

Em 1916 o SCP atingiu os 500 Associados, um fenómeno social naqueles tempos. No mesmo ano mudou de instalações. José Alvalade fizera construir o Stadium Lisboa em 1914, mas divergências quanto à sua utilização levaram os responsáveis sportinguistas a arrendar um terreno nas vizinhanças, no campo Grande 412, e aí construíram um novo Estádio que seria casa do clube durante 30 anos.

 

A nossa História do SCP

Ousar abordar a história do nosso SCP, na perspectiva do adepto, é um desafio a que nos propomos.

Não é uma abordagem personalizada nas figuras e figurões que têm pass(e)ado pelo nosso Clube. Na Torcida Verde abominamos e desprezamos essa "análise" muito característica de uma determinada mentalidade identificada com a visão "sincrónica da história".

Preferimos a análise diacrónica onde se releva a instituição no contexto sócio desportivo, como aliás é apanágio da "história moderna".

Não pretende por isso ser a história oficial, que revela sempre a "perspectiva" destes ou daqueles dirigentes que na ocasião presidem aos destinos do Clube.

Por tudo isto esta é a nossa história do SCP.

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS