Photo
Semana fecha com megatifo dos 34 anos
Segunda, 12 Novembro 2018
Semana fecha com megatifo dos 34 anos


Semana fecha com megatifo dos 34 anos

A vitória do futebol profissional do SCP sobre o Desportivo de Chaves por 2-1, fechou uma semana de intensa atividade na Torcida Verde.

Uma semana que teve início no primeiro sábado de novembro com presença na eliminatória europeia do andebol no pavilhão João Rocha, e também em Valongo na vitória do hóquei em patins. No dia seguinte decorreu a deslocação aos Açores na vitória do futebol sobre o Sta. Clara.

Depois na última 4ª feira, nova presença no pavilhão João Rocha na vitória europeia por 3-0 do voleibol sobre os campeões do Luxemburgo. No dia seguinte, na quinta feira decorreu a deslocação a Londres no nulo com o Arsenal de Londres.

No último sábado, terceira presença da semana no pavilhão João Rocha, desta vez no empate dos campeões nacionais de hóquei patins com a Oliveirense. Num dia de domingo, especialmente invernoso, a preparação e posterior implementação do megatifo evocativo dos 34 anos da Torcida Verde seria mais um desafio a enfrentar.

Recuar aos idos anos 80, década da formação da Torcida Verde, evocando a identidade que presidiu ao seu nascimento e afirmação ficou plasmado no megatifo que apresentámos nesta jornada. Naquela década o ideal leonino estava centrado no ecletismo, com a afirmação do SCP com a maior potência desportiva nacional! A apresentação do projeto cidade desportiva, idealizado na presidência de João Rocha, galvanizou a nação verde e branca.

Um megapavilhão, uma piscina olímpica, dois campos de futebol relvados, um complexo de campos de squash, dezenas de ginásios, a construção da Bancada Nova, com dois pavilhões e diversos ginásios e outras infraestruturas compunham a vertente sócio desportiva. Ainda no estádio projetava-se a primeira pista de tartan em solo luso. Este megaprojeto tinha também uma componente imobiliária e ainda a construção de uma estação de metro.

A construção da Bancada Nova seria uma realidade, que se revelaria fundamental para a expansão de modalidades como a ginástica mas também para as modalidades de pavilhão, assim como da implantação da pista de tartan.

Infelizmente, as restantes infraestruturas sócio desportivas não sairiam do imaginário dos fervorosos adeptos leoninos. 34 anos volvidos sobre a formação da Torcida Verde, a evocação do mítico projeto da cidade desportiva do grande SCP, foi uma viagem à genuína identidade da Torcida Verde.

Esse foi um sonho que nunca nos abandonou. Infelizmente o rumo que o SCP percorreu até hoje, parece tê-lo desviado da sua identidade plasmada nos anos 80. Resgatar essa identidade, será vital para a reafirmação do SCP como a maior potência desportiva nacional.

A nossa coreografia reafirmou o forte apego da Torcida Verde para com estes valores. "Retoma dos terrenos do mítico estádio José Alvalade … rumo à cidade desportiva" foram frases de destaque, reveladoras de um sonho com 34 anos. "Viva a utopia" foi a outra frase de ligação com a primeira fase da coreografia.

Depois seria a parte principal com uma outra megabandeira lançada desde a bancada B com a imagem de um leão com aprenda sonhada: a mítica cidade desportiva!

Na bancada A a frase "Regresso ao futuro… 34 anos depois", parafraseando uma outra coreografia, datada de 2002 “Ecletismo, uma questão de identidade".

Vídeo 1 >>>

Vídeo 2 >>>

 

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS