Bis de Valdés em Leiria
Terça, 02 Novembro 2010

União de Leiria 1 - Sporting 2

A deslocação a Leiria, tida por região verde e branca, ficou uma vez mais assinalada pela escassa mobilização dos adeptos Sportinguistas daquela zona. Um augúrio para o tradicional jantar da Batalha, ocasião onde se entregam os afamados prémios "rugidos de Leão". Será que os adeptos verde e brancos se estão a guardar para esse "notável evento"?!

De qualquer forma os milhares de Sportinguistas que se deslocaram à Curva Sporting do Municipal de Leiria dignificaram a sua condição de adeptos, oferecendo um bom apoio ás cores verde e brancas ao longo de todo o encontro.

Uma vez mais a mobilização da Torcida Verde, com cerca de centena e meia de adeptos, encontrou inegável expressão, também pelos "Tifos" de intervenção apresentados.

Ainda no período de aquecimento dos futebolistas apresentámos um "tifo" que podemos considerar de incentivo ao empenho dos futebolistas como forma de respeito perante o Clube e os seus adeptos. Na Bancada Superior do Estádio lançámos uma bandeira onde podia ler-se "Queremos ver Trabalho!!!". Mais abaixo apresentámos a frase "Nem Ganga nem Fraque...Fato Macaco!" dando sequência à lamentável e inconsequente polémica relativamente a um eventual regulamento disciplinar tão "explorado" pelos detractores do nosso SCP. Este "Tifo" enfatizou uma vez mais, que aos profissionais da bola se deve exigir sempre o máximo, tanto dentro do campo como fora dele.

Na entrada do onze Leonino, não esquecemos as declarações do técnico Paulo Sérgio, insurgindo-se contra o excessivo poder das televisões, num contexto em que o mesmo se manifestou revoltado com o facto dos futebolistas terem pouco tempo de descanso.

À revolta de Paulo Sérgio junta-se a revolta dos adeptos que palmilham milhares e milhares de kms em horários intragáveis e quantas vezes incompatíveis com a actividade profissional e estudantil, isto para não falar da componente familiar.

Ansiamos pelo momento em que os futebolistas, técnicos e os adeptos possam em uníssono clamar por horários compatíveis com as suas actividades, ao contrário do que vem acontecendo ao longo das últimas décadas, onde os horários dos "nossos jogos" quantas vezes estão dependentes do horário do Albacete-Barcelona ou do R. Madrid-Hércules.

Desta forma apresentámos uma megabandeira, completada com um excerto das declarações do técnico verde e branco "As televisões é que mandam".

Quando o árbitro deu inicio ao jogo, as nossas energias concentraram-se em uníssono no apoio à equipe Leonina que conquistou uma merecida vitória, com um empenho quiçá inspirado pelo "Tifo" apresentado no período de aquecimento.

Haja continuidade!

SCP 0 - Setúbal 1
SCP 2 - Portimonense 1
SCP 2 - Portimonense 1

 

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS