Académica 0 - SCP 2
Futebol (des)Liga
Quarta, 13 Outubro 2010

Finalmente a vitória!

Após uma série de resultados menos conseguidos finalmente o Sporting alcançou uma vitória na presente época. Tal como tem acontecido em jogos anteriores, o onze leonino entrou no Municipal de Coimbra com uma exibição muito atabalhoada. Parece que a bola está sempre "a queimar" nos pés dos nossos jogadores.

No entanto, no segundo tempo, a equipa melhorou de produção, principalmente após o golo de Liedson. O resultado final iria ser fechado com um golo do atacante Yannick Djalo que acabou com as aspirações dos estudantes.

Os três pontos alcançados vieram em boa hora, esperamos que agora a nossa equipa passe a jogar de forma mais tranquila de forma a proporcionar muitas alegrias aos nossos adeptos.

A deslocação a Coimbra assumia um carácter particularmente importante, muito por força de enorme pressão que à 3ª jornada (!!!) se abate sobre o onze leonino.

Na Torcida Verde estamos à vontade para abordar o tema porque assumimos frontalmente, desde há anos, o nosso distanciamento em relação à idolatração de qualquer profissional de futebol, seja futebolista, técnico ou qualquer outro funcionário do Clube.

Da mesma forma, como não podem esperar cânticos ou estandartes dedicados a esses profissionais da bola quando as coisas "vão bem", também não protagonizamos situações no extremo oposto quando as coisas vão "menos bem".

Para a Torcida Verde o que nos move é o “SCP e Basta!”.

A jornada de Coimbra transportava uma considerável carga emocional sobre futebolistas e adeptos.

Na Torcida Verde assumimos as nossas responsabilidades, mobilizando mais de uma centena de militantes para o apoio, apenas quatro dias volvidos sobre a mítica deslocação a Florença.

Desta forma, largas dezenas de bandeiras e estandartes levaram o nosso grande SCP à vitória num momento tão importante.

Mais uma jornada de grande e indiscutível afirmação da Torcida Verde!

Nestes momentos é que se assumem os verdadeiros adeptos, não apenas na euforia das vitórias.

Nota negativíssima uma vez mais, para o horário do jogo (20.15h) e para o escandaloso preço dos bilhetes (20 euros), que ajuda a explicar a assistência de 8000 adeptos.

A ofensiva dos "donos da bola", agentes do futebol negócio contínua, perante a pasmaceira da generalidade dos "adeptos da bola" comodamente instalados em frente à televisão.

 

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS