Mentalidade PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Combate sem tréguas!

A Torcida Verde afirma-se pela intransigente luta pelos valores do SCP, instituição erguida por inúmeros adeptos desde 1906. Neste sentido, a Torcida Verde assume-se também pela defesa dos direitos dos adeptos, fundamentais para a construção e expansão do ideal clubistico.

Constituímos uma voz livre de quaisquer ligações a grupos ou lobbies envoltos nos bastidores do poder do nosso Clube. O nosso único compromisso é para com os valores do SCP e a nossa consciência acumulada numa acção ininterrupta desde 1984, ano da formação da Torcida verde.

Somos adeptos activos e interventivos da realidade que nos rodeia, reivindicando direitos e consequentemente assumindo as correspondentes responsabilidades.

Na Torcida Verde cultivamos a solidariedade, a amizade e o respeito pelo indivíduo. Abominamos o egoísmo e desprezamos o individualismo, características que combatemos sem tréguas na Torcida Verde.

Consideramos e relevamos valores como o inconformismo, a irreverência, a insubmissão, a rebeldia, a autonomia e a coerência; os quais não devem ser confundidos com a brutalidade, a selvajaria, a vulgaridade ou a cobardia que são grandes aliados do vastíssimo rol de preconceitos que se abatem sobre os grupos de adeptos organizados, conduzindo-os para o abismo da descredibilidade e tornando por isso inconsequente e nula a defesa dos direitos dos adeptos.

Não considerando ter nos verdadeiros adeptos inimigos, estamos conscientes do poder das antinomias que em muitos casos é um poderoso factor grupal agregativo que coloca "adeptos" contra outros adeptos.

Tomar Posição!

Temos como valor intocável do ideal sportinguista o ecletismo, o qual temos defendido, apoiando e expandido com todas as nossas forças porque faz parte do código genético do SCP. Jamais nos inibimos de tomar posição em relação a temas como o ecletismo, ainda que por vezes, nas circunstancias mais adversas.

Na defesa do ecletismo e pela identidade do SCP, contra a desaculturação do Clube.

Na defesa dos direitos dos adeptos pela denúncia do preço dos bilhetes, dos horários dos jogos, do papel nefasto dos agentes dos jogadores ou dos exagerados interesses comerciais e televisivos em especial.

Em todas estas questões nunca nos escondemos, assumindo as consequências de tais posições com a convicção de adeptos que lutam pela defesa da identidade clubistica e da sua natureza popular e sócio-desportiva.

Os desafios que temos enfrentado construíram o nosso rumo assim como escolhas difíceis e corajosas por se afirmarem distantes das modas dominantes.

A irreverência de romper com o caminho mais fácil quando todos os outros caminham num sentido, decidir ir pelo outro lado tem sido muitas vezes caminhar pelo sentido proibido.

Na Torcida Verde construímos um património de convicções que nos exige uma acção coerente e determinada; tantas vezes incómoda e até censurada, numa sociedade que se assume como democrática e livre.

Como afirmou o escritor Orswell "liberdade é o poder de dizer a outros aquilo que eles não gostam de ouvir".

A censura é para nós um desafio estimulante que nos dá mais força; não um problema .Problema seria a auto-censura, uma forma de capitulação perante os "donos da bola". Problema seria extinguir-se a vontade de lutar.

Caminhar no fio da navalha, arriscar, conscientes de que somos incómodos para o situacionismo instalado nos seus múltiplos interesses.

Estamos conscientes de que para muitos dos interesses que parasitam em torno dos clubes, e do futebol em particular, será muito mais cómoda a relação com a mentalidade acéfala estereotipada na "claque da bola" focalizada nas vitórias do futebol, no endeusamento dos futebolistas e nos ódios aos inimigos de circunstância; ainda que quando os insucessos se acumulam surgirá o reverso da medalha; emergindo então a tal fábula da criatura que engole o criador.

A mobilização, ontem hoje e sempre!

Somos um grupo de adeptos que semanalmente tem como prioridade mobilizar os adeptos para o apoio às modalidades do SCP.

Daí sentirmos na pele e em primeira mão muitos dos problemas que os "opinion makers", os "notáveis" & Cª não sabem,"nem sonham" porque vivem num outro mundo.

Para a Torcida Verde valores como a militância, a fidelização são fundamentais para conquistar a mobilização dos adeptos.

Desde 1984 palmilhámos centenas de milhares de quilómetros na vanguarda do nosso ideal, superando seis voltas ao mundo nas mais diversas condições e de forma incondicional; pelo que as deslocações são um património inseparável da nossa acção.

 

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS