"Mundo Ultra" seus valores e problemáticas PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

A descoberta do "Movimento Ultra" foi algo de fascinante, tanto pela amplitude que agrega milhares de grupos, disseminados por todas as divisões do futebol italiano e nas mais diversas modalidades, mas também pelos valores e ideais transversais ao “Movimento Ultra”.

Foi muito interessante perceber que os verdadeiros grupos ultras têm valores e códigos de conduta extraordinariamente fortes, significando de forma objectiva um verdadeiro “laboratório sociológico”, dadas as dinâmicas e interacções que se manifestam num fenómeno participado por milhares e milhares de adeptos, pertencentes a várias gerações e provenientes das mais diversas origens sociais.

Valores como a Solidariedade, a Entreajuda, a Amizade, lado a lado com uma inata irreverência e uma insubmissão intrínsecas às gerações mais novas, oferecendo um apoio forte, organizado e agressivo ao seu clube. Contudo, o Movimento Ultra vai-se afirmando pela indómita vontade de participar e intervir na vida do clube e do que com ele se relaciona, recusando o papel de meros espectadores passivos.

O Futebol é para ser vivido de forma participada e necessariamente diferente de espectáculos, como sejam o teatro ou o cinema.

Por outro lado, o Movimento Ultra tem como característica central uma incondicional vontade de "tomar posição" em relação a temas transversais do interesse dos seus clubes, assim como de temas do interesse dos adeptos de todas as cores, esta forte vontade de "tomar posição" intervém em temas universais, assumindo a condição de cidadania, de que não abdicam.

Estas características inerentes ao genuíno e verdadeiro Movimento Ultra distinguem-nos dos restantes adeptos e, paralelamente combate a ideia redutora que assimila os grupos de apoio a claques seguidistas, acéfalas, tipo exércitos de carneiros.

Outro valor central do movimento ultra foi a coerência. Grupo Ultra que pretendesse respeito cultivava a coerência e a autonomia. Coerência em relação à sua acção e ao seu discurso, autonomia no que respeita às forças que se vão instalando em redor do "mundo da bola".

Estes são valores sagrados para o movimento e que estão totalmente relacionados. Só Dessa forma o grupo ultra pode defender os valores do seu clube e dos adeptos; ficando à margem dos lobyes & interesses que operam no mundo da bola.

Estes valores do movimento ultra funcionavam de forma transversal, percorrendo a generalidade dos grupos. Estavam para além das fortíssimas rivalidades, que na Itália são ainda mais agravadas por rivalidades e assimetrias regionais ancestrais.

Quando estes valores são abandonados, os grupos ficam à deriva, descontrolados, os desacatos agravam-se, ganhando outra amplitude.

Conceitos como a lealdade e a coerência são sagrados no "código ultra". Quando são violados, dá-se um agravamento do clima belicista. Confunde-se inconformismo e irreverência com violência gratuita, arrogância e cobardia.

A queda da hierarquia de valores do “Movimento Ultra”, é um passo decisivo para o seu desvirtuamento, a sua manipulação ignóbil e inaceitável.

Na Torcida Verde, fomos fortemente marcados por acções de diferentes grupos ultras, centrados nos valores de sempre do "Movimento".

O agravamento e desvirtuamento do Movimento Ultra, com uma visível "politização" nas curvas significa, para muitos dos intervenientes directos na longa caminhada do “Movimento”, que este "já era".

De qualquer maneira, o impacto de seus valores "de sempre" foi, inclusivamente "exportado" para outros países, incentivando os adeptos a organizarem-se e a lutarem pelos seus direitos.

Neste particular, os novos tempos do futebol negócio são uma dura prova que confronta os adeptos. Na Alemanha, por exemplo, os adeptos têm conquistado importantes vitórias, inacessíveis aos restantes adeptos europeus, inclusivamente aos Italianos (para além dos Portugueses) muito devido à fragmentação do "Movimento Ultra".

É este património Ultra que também na Torcida Verde nos tem inspirado e também permitido superar muitos obstáculos.

São estes "ideais ultras" de sempre, a par dos valores do nosso Sporting, que nos dão “aquela força” para reforçar convicções e princípios e perseguir um rumo iniciado em 1984!

Tags:
 

Fossa dei Leoni - Fortitudo

A edificação de um espaço dedicado à problemática que envolve os adeptos de todo o mundo, no sítio oficial da Torcida Verde será sempre um desafio por cumprir, dada a dimensão de um fenómeno com expressão planetária.

Neste espaço serão incluídos submenus que retratam os objectivos a que nos propomos: divulgação de notícias sobre as problemáticas relativas aos adeptos; tratamento mais aprofundado de temas tidos como relevantes; entrevistas dando voz a temas relevantes em discurso directo.

Aqui são protagonistas Grupos de Adeptos Organizados, ou quaisquer outros actores desta realidade.

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS