Carlos Xavier PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Episódio 48

A incrível dispensa de Carlos Xavier, uma das últimas referências do futebol leonino, que na Torcida Verde acompanhámos de perto, exigiu uma intervenção pública.

Tratava-se “tão-somente” de um atleta chegou a Alvalade com 12 anos de idade, que realizou 333 jogos pela equipa principal do Sporting, 96 jogos na 1ª Divisão Espanhola e 10 jogos pela Seleção Portuguesa.

Episódio do Carlos Xavier

Esta dispensa ganha contornos ainda mais caricatos pelo facto do Carlos Xavier ter marcado nos cinco últimos jogos que realizou de leão ao peito.

Na verdade, em 1996 já sopravam os ventos da descaracterização do clube, assaltado por "profissionais" da estripe de Norton de Matos e afins - completamente desligados do ideal clubista.

A coragem de "puxar" para a primeira linha o caso Carlos Xavier, perante o branqueamento e o silenciamento generalizado foi algo que iríamos na Torcida Verde"pagar"... com juros!

Episódio do Carlos Xavier

 

SCP 0 - Basileia 0

Tratam-se de situações marcantes para os militantes da Torcida Verde que viveram essas jornadas ao vivo e a cores.

Desde 1984, o ano da sua fundação, a Torcida Verde tem vivido inúmeros episódios que forjaram o seu carácter e determinaram em grande parte a sua acção.

Tratam-se de situações marcantes para os militantes da Torcida Verde que viveram essas jornadas ao vivo e a cores.

São momentos diversos, com personagens tão diferentes como dirigentes desportivos ou institucionais até aos adeptos e cidadãos mais anónimos.

Neste espaço esses pedaços de história da Torcida Verde são evocados com humor, ironia, determinação e muita convicção. Uma abordagem que se pretende tão original como interventiva, bem evidente nos inúmeros episódios em que se denúncia a hipocrisia, o cinismo, a falta de coragem, o preconceito, a imbecilidade, a mesquinhez, a reverência ou a subserviência.

Simultaneamente muitíssimos outros momentos evocam grandes batalhas assumidas pela Torcida Verde em nome das nossas convicções e ideal clubista.

Estes textos ilustram o percurso da Torcida Verde, tantas vezes rumando num mar turbulento repleto de contradições que emergem, invariavelmente de factores exógenos e externos à natureza associativa do mundo dos clubes e dos adeptos.

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS