Photo
Episódio do Very-Light PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Episódio 47

Em 1996, após o brutal assassínio do adepto leonino Rui Mendes a 28 de maio, realizámos uma conferência de imprensa para denunciar a inoperância das instituições perante os sucessivos alertas da Torcida Verde.

Iniciámos formalmente os contactos com as instituições desde 1991, o que nos confere autoridade moral para abordar a insensibilidade das instituições.

Episódio do Very-Light

Naquela conferência de imprensa, manifestámos ainda a nossa veemente repulsa pelo facto do jogo não ter sido interrompido, quando um adepto havia sido assassinado em plena partida!

Afirmámos ainda que se o very-light tivesse atingido um dos “VIP’s” da tribuna presidencial, o jogo seria por certo interrompido.

A denúncia da Torcida Verde, desta autêntica hipocrisia institucional foi o grito da nossa legitima revolta.

Para nosso espanto e indignação, um dos inúmeros assessores do SCP de então, fez-nos chegar a insatisfação de um Vice-Presidente da altura pelo estranho embaraço que a situação lhe causara pretendendo silenciar nossa legitima revolta.

Retorquímos "com o embaraço dele podemos bem, quem anda nos estádios, em todas as circunstâncias, somos nós ao passo que a esse VIP, quando o vemos está nos camarotes!"

Esta nossa postura custou-nos o aprofundamento de um período negro no relacionamento com os dirigentes do SCP, que viveríamos durante largos anos num clima de (quase) clandestinidade.

 

SCP 0 - Basileia 0

Tratam-se de situações marcantes para os militantes da Torcida Verde que viveram essas jornadas ao vivo e a cores.

Desde 1984, o ano da sua fundação, a Torcida Verde tem vivido inúmeros episódios que forjaram o seu carácter e determinaram em grande parte a sua acção.

Tratam-se de situações marcantes para os militantes da Torcida Verde que viveram essas jornadas ao vivo e a cores.

São momentos diversos, com personagens tão diferentes como dirigentes desportivos ou institucionais até aos adeptos e cidadãos mais anónimos.

Neste espaço esses pedaços de história da Torcida Verde são evocados com humor, ironia, determinação e muita convicção. Uma abordagem que se pretende tão original como interventiva, bem evidente nos inúmeros episódios em que se denúncia a hipocrisia, o cinismo, a falta de coragem, o preconceito, a imbecilidade, a mesquinhez, a reverência ou a subserviência.

Simultaneamente muitíssimos outros momentos evocam grandes batalhas assumidas pela Torcida Verde em nome das nossas convicções e ideal clubista.

Estes textos ilustram o percurso da Torcida Verde, tantas vezes rumando num mar turbulento repleto de contradições que emergem, invariavelmente de factores exógenos e externos à natureza associativa do mundo dos clubes e dos adeptos.

 

Facebook Twitter YouTube Google+ RSS